jusbrasil.com.br
20 de Agosto de 2022

Comissão aprova proposta que abre exceção para multa a veículo flagrado em caso de contrabando

Atualização Direito, Advogado
Publicado por Atualização Direito
há 2 meses

A Comissão de Viação e Transportes da Câmara dos Deputados aprovou o Projeto de Lei 2553/15, que isenta o transportador de multa quando identificado o proprietário ou possuidor de mercadoria sujeita a pena de perdimento e inexista a possibilidade de exame dos itens levados por passageiro ou incluídos em carga.

O relator no colegiado, deputado Gonzaga Patriota (PSB-PE), recomendou a aprovação. “Existe hoje uma grande dificuldade dos transportadores para estabelecer critérios seguros e objetivos de que uma mercadoria está sujeita ao regime alfandegário”, afirmou Gonzaga Patriota.

A Lei 10.883/03 atualmente prevê que, no flagrante pela fiscalização aduaneira de mercadorias sem nota fiscal, sem documentação de importação regular ou então de importação proibida, o veículo envolvido no transporte receberá multa de R$ 15 mil. Na reincidência do mesmo veículo, o valor subirá para R$ 30 mil.

Segundo o autor da proposta, deputado Jerônimo Goergen (PP-RS), a mudança na legislação é necessária para limitar a aplicação dessa multa ao transportador somente nos casos daquelas mercadorias com características visíveis de pena de perdimento – a expropriação do bem objeto de contrabando ou descaminho.

“Os transportadores não possuem poder de polícia ou para exigir a abertura das bagagens transportadas por passageiros em linhas de viagem internacional ou que transitem por zona de vigilância aduaneira”, comentou Jerônimo Goergen.

Fonte: Agência Câmara de Notícias

# Conheça o Manual do Processo Administrativo de Trânsito

Informações relacionadas

Daniele Augusto, Advogado
Notíciashá 2 meses

STJ - Jurisprudência em Teses: Edição nº 193 sobre Colaboração Premiada

Hiromoto Advocacia, Advogado
Notíciashá 2 meses

Imposto de renda: Alzheimer conduz à alienação mental e pode levar à isenção

Atualização Direito, Advogado
Notíciashá 2 meses

Dívida prescrita pode ser cobrada pela via extrajudicial

Recurso - TJSP - Ação Regime Inicial - Execução da Pena

Tribunal de Justiça de Minas Gerais
Jurisprudênciahá 7 meses

Tribunal de Justiça de Minas Gerais TJ-MG - Apelação Cível: AC XXXXX-41.2020.8.13.0027 MG

0 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)